Consultoria em Tecnologia da Informação e Comunicação
Consultoria em TIC

Faça a Gestão de TI caminhar junto com a estratégia do negócio!

É comum associar a contratação de uma consultoria de TIC apenas ao suporte técnico, como suporte a aplicações e infraestrutura, e ao desenvolvimento de software. Mas, o trabalho de um consultor em TIC vai muito além disso e se estende a todos os aspectos da gestão de TIC. Por isso, é comum que esse profissional adote modelos como o ITIL® e o COBIT®, que recomendam as boas práticas de governança e gerenciamento de tecnologia da informação.

Então, se você sente que o departamento de TIC da sua empresa não está conseguindo demonstrar a entrega dos resultados esperados ou acha difícil identificar os benefícios que os projetos de TIC trazem para o negócio, peça ajuda. Afinal, esses são alguns dos sintomas de uma gestão de TIC enfraquecida que uma consultoria de TIC poderia resolver. A TIC neste contexto se apresenta apenas como um centro de custos e traz pouca ou nenhuma importância ao negócio da empresa.

O que faz e como funciona uma Consultoria de TI?

Resumidamente, uma consultoria de TIC é responsável por avaliar a utilização das melhores práticas de gestão e, se necessário, auxiliar a implementá-las. Diferentemente de um outsourcing, a consultoria tem um viés mais pedagógico. Seu objetivo não é “fazer o trabalho pela empresa”, mas sim “ensinar a empresa a melhorar as suas práticas”. Confira algumas responsabilidades que normalmente um consultor de TIC assume nas organizações.

1. Identificar as necessidades da empresa

O ponto de partida para a consultoria de TIC é mapear o cenário atual da área de tecnologia da informação. Por isso, é comum que o consultor em TIC faça muitas perguntas e anote informações relevantes. Essa coleta de dados é necessária para que o consultor entenda a realidade da organização, reconheça quais pontos podem ser melhorados, quais boas práticas podem ser implementadas e consiga planejar ações para conquistar esse objetivo.

2. Elaborar um programa de trabalho personalizado

Cada organização é diferente da outra. Da mesma forma, as áreas de TIC também possuem particularidades. Após identificar as necessidades da empresa, o consultor em TIC montará um programa de trabalho personalizado. Isso significa orientar as ações que serão tomadas à estratégia do negócio e escolher as ferramentas mais adequadas para a situação.

3. Construir uma solução em conjunto com o cliente

O sucesso de uma consultoria de TIC está bastante ligado ao engajamento do cliente com o projeto. Nessas horas, é essencial promover dinâmicas em grupo para que as soluções dos problemas sejam criadas coletivamente. O compartilhamento de ideias aumenta as chances de surgirem insights interessantes. Nesse sentido, o papel do consultor é mediar as sessões de cocriação, acompanhar a implantação das ações e ajudar no monitoramento.

Acima mencionamos apenas as responsabilidades do consultor em TIC, mas o cliente também possui alguns deveres. Ele precisa:

  • Deixar o consultor à vontade na organização;
  • Atender às solicitações do consultor;
  • Estar aberto a novas possibilidades;
  • Mobilizar a equipe para um trabalho colaborativo.

Também é importante lembrar que:

O papel que uma área de TIC executa dentro da empresa reflete em qual estágio de maturidade esse departamento se encontra. A maturidade é a capacidade que a TIC possui de entregar valor para a organização através da tecnologia. Mas, por que isso é importante?

A atuação da consultoria de TIC vai depender de qual nível de maturidade a sua TIC se encontra. Baseado nisso, o consultor em TIC pode sugerir diferentes tipos de práticas e ferramentas.

Níveis de Maturidade de TI

1. TIC Artesanal

É aquela que gera resultados esporádicos, baseados na sorte e no esforço individual. Esse tipo de TIC não possui processos definidos e não tem um bom relacionamento com o restante da empresa, pois as áreas de negócio não enxergam a TIC como uma parceira estratégica. Tem dificuldades em entregar realmente o que foi solicitado, nos prazos, custos e qualidade esperados. Às vezes acerta, mas frequentemente não.

2. TIC Eficiente

Possui processos formais e entrega o que o usuário pede, mas ainda assim não consegue gerar valor ao negócio, já que nem sempre aquilo que as áreas de negócio desejam é o mesmo que a organização precisa para aumentar o seu desempenho. Frequentemente trabalha nos pedidos dos usuários, mesmo alguns errados ou inadequados, dificilmente propõe melhorias de negócio a partir da tecnologia.

3. TIC Efetiva

Garante que as coisas certas estão sendo feitas corretamente, pois possui uma gestão de serviços consolidada, uma governança de TIC bem fundamentada e indicadores de performance criteriosamente selecionados. A TIC Efetiva é uma excelente prestadora de serviços e consegue mostrar os benefícios que as suas atividades geram para a organização. Mas é uma TIC reativa, não propõe, exige que o negócio demande as melhorias.

4. TIC Estratégica

É capaz de usar a tecnologia da informação para diferenciar o negócio, criando vantagem competitiva através de soluções de TIC. Tem uma conduta proativa dentro da empresa e participa ativamente de todas as decisões do planejamento estratégico, sugerindo mudanças que podem inclusive transformar o modelo de negócio.

Mas, por que contratar uma Consultoria de TIC? Conheça 5 bons motivos!

Existem diversos motivos que justificam a contratação de uma consultoria em TIC. Abaixo, listamos as cinco razões que consideramos cruciais na hora de decidir. Veja:

1. Receber apoio personalizado

Ter um profissional voltado especialmente para a dinâmica de uma organização é uma ótima oportunidade para melhorar o desempenho. Além disso, é muito interessante ouvir o feedback de quem está de fora, pois às vezes a empresa está tão focada em si mesma que não percebe novos desafios.

2. Aprender com quem já sabe

Não é qualquer um que ocupa um cargo de consultor em TIC. Esse tipo de profissional precisa ter uma boa formação acadêmica e muita experiência de mercado. Ou seja, consultores em TIC são profissionais altamente qualificados que tem o propósito de repassar seu conhecimento a outras pessoas. Quando você aprende com quem já sabe, potencializa as suas chances de absorver o conhecimento. Isso porque o consultor um dia teve as mesmas dúvidas que você e vai saber explicar de forma clara e didática, sem ser simplista.

3. Adotar as melhores práticas mundiais

É comum que as consultorias de TIC baseiem suas orientações nas melhores práticas mundiais do mercado. Essas práticas podem ser encontradas tanto em guias como o PMBOK® e o BPM CBOK® como em padrões e frameworks, como o ITIL® e o COBIT®. Para saber mais sobre eles acesse o artigo sobre padrões e frameworks de TIC.

4. Trazer visibilidade para a área de TIC

Com o conhecimento especializado do consultor em TIC e a personalização do atendimento, fica mais fácil transformar a TIC em uma parceira estratégica do negócio. Existem áreas de tecnologia da informação que ainda são vistas como centros de custos nas organizações. A longo prazo, isso causa desmotivação na equipe. Nesse sentido, a consultoria de TIC pode ajudar a desconstruir essa visão equivocada e abrir novas possibilidades para o negócio.

5. Aumentar os resultados

A TIC pode ser mais do que uma prestadora de serviços. A tecnologia da informação representa um potencial competitivo muito grande, pois é capaz de trazer inovações que as demais áreas não têm conhecimento. Porém, muitas vezes esse potencial é subutilizado. Na consultoria de TIC, podem-se abrir portas para repensar essa ideia.

Viu só como contratar uma consultoria de TI só traz vantagens?